Blog do Diário 2017-12-04T17:31:01+00:00

Blog do Diário


Neste espaço, os editores do site vão dizer tudo o que pensam sobre o passado, o presente e o futuro do Santos Futebol Clube.

2205, 2018

Não podemos viver de desculpas

“O Santos não tem dinheiro” “O time não tem um meia” Já estamos quase em junho e as duas frases acima são as desculpas prontas para os problemas do clube dentro e fora de campo. Passou da hora de o Santos ter soluções e não desculpas. O clube não ficou sem dinheiro em janeiro. A situação é crítica há anos e todos envolvidos no processo eleitoral sabiam disso. Era preciso ter uma estratégia pronta para encarar o desafio e já escrevemos sobre isso aqui. A tática adotada pelo presidente José Carlos Peres implicava em um risco esportivo e os torcedores estão vendo isso agora com o time no limite da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O Santos ignorou a alternativa do círculo virtuoso e entrou bem no meio de um círculo vicioso. É goleado pelo Grêmio e tem prejuízo nos dois jogos seguintes, contra Luverdense e Paraná Clube. Perde para o São Paulo e vende apenas 3 mil ingressos para o jogo contra [...]

1405, 2018

O Santos e a matemática

Por Raoni David, especial para o DIÁRIO DO PEIXE! Sou péssimo em matemática. A ponto de um dos motivos por escolher a faculdade de jornalismo ser a suposta ausência dela no curso. Pura bobagem. Mas é só um exemplo do quanto não me dou bem com números. Quem me conhece sabe. No entanto, arrisco dizer que um dos problemas do Santos -e de Jair Ventura em seu comando- é matemático. Antes de explicar, deixo claro que sou completamente contra qualquer movimento pela saída do treinador. Porém, Jair precisa acertar mais e, para tanto, é necessário que se debruce sobre o elenco e faça contas. A conta, é simples, embora conte com uma boa dose de subjetividade e opinião. Olhando o atual elenco de 30 jogadores santistas –de acordo com o último press kit divulgado pela assessoria de imprensa do clube antes do jogo contra o Paraná- e descontando os quatro goleiros, sobram 26 homens de linha. Destes, entendo eu que, 13 são nomes que [...]

705, 2018

Que lições tiramos da humilhação no sul?

A humilhante goleada sofrida no domingo para o Grêmio por 5 a 1 confirmou algumas suspeitas e levantou outras na torcida do Santos. A mais evidente parece ser a de que o elenco é muito carente, para dizer o mínimo. A começar pelo setor defensivo, está claro que Daniel Guedes é um lateral bastante limitado e se mostra acanhado em momentos importantes. Desde a saída de Vitor Ferraz, que vivia má fase e era criticado por parte da torcida, o técnico Jair Ventura deu oportunidade a Guedes, que foi bem em algumas partidas, mas não ao ponto de se consolidar como um jogador para ser titular do Santos. No miolo de zaga, se Lucas Veríssimo parece ser uma unanimidade (ou quase), seu companheiro David Braz sempre foi visto com desconfiança, por conta de seu voluntarismo exagerado, que muitas vezes o leva a tentar fazer o que não sabe – sair jogando, fazer lançamentos para os atacantes, subir para apoiar o ataque, deixando vazios na [...]

205, 2018

O Santos tem um time bipolar

Qual o Santos de 2018: o que venceu bem o Ceará na estreia no Brasileirão e deu show diante do Estudiantes na Vila ou o que praticamente não entrou em campo contra o Bahia e contra o Nacional no Uruguai? A pergunta se refere apenas aos quatro últimos jogos da equipe na temporada, mas poderíamos lembrar também a vitória sobre o Palmeiras nas semifinais do Paulistão ou o jogo contra o Real Garcilaso no Peru, o empate contra o Corinthians ou os empates contra o Botafogo-SP. A verdade é que o Santos de 2018 é um time bipolar. Pode jogar muito bem e ao mesmo tempo jogar muito mal. O pior é que o torcedor quase nunca sabe o que esperar. Na verdade, até sabe. Fora de casa o Santos vai sofrer. E vai sofrer porque entra em campo com essa proposta, a de explorar os contra-ataques e jogar por uma bola (mesmo que o técnico Jair Ventura liste o alto número de atacantes [...]

2504, 2018

Ganso ou Diego: Peixe mudaria de patamar

Nos três últimos jogos o torcedor do Santos passou por uma verdadeira montanha russa de sensações em relação ao verdadeiro potencial da equipe. Na vitória sobre o Ceará, na estreia no Brasileirão, o Santos fez um primeiro tempo ruim e um segundo tempo bom. Na derrota diante do Bahia foram dois tempos ruins e na vitória sobre o Estudiantes foram 90 minutos muito bons. A irregularidade dificulta projeções sobre as possibilidades reais da equipe na temporada e é até algo natural para um time ainda em formação, mas uma coisa fica bem clara para todo mundo: um meia como Paulo Henrique Ganso ou Diego mudaria o patamar da equipe. O Santos precisa de um organizador de jogadas, um cara capaz de assumir a responsabilidade, colocar a bola embaixo do braço (dos pés, é claro) e decidir os jogos importantes. Diego foi esse cara em 2002 e 2003 e Paulo Henrique Ganso foi em 2010 e 2011. Os dois hoje são jogadores possíveis. Diego não [...]

1604, 2018

Santos pode (e deve) sonhar no Brasileiro

O Santos deixou uma boa impressão na vitória sobre o Ceará na estreia no Brasileirão, sábado, no Pacaembu, especialmente no segundo tempo. No primeiro a equipe ainda repetiu os velhos problemas de criação apresentados no Campeonato Paulista, mas depois se soltou, criou bastante e poderia ter goleado o adversário se o atacante Gabigol estivesse em uma noite melhor. É claro que o Ceará não é parâmetro. A equipe acabou de voltar à Série A, jogou sem um dos seus principais jogadores no meio-campo (Richardson) e perdeu seu capitão (Ricardinho) logo no começo do jogo, mas também é verdade que o Santos enfrentou diversos adversários ruins no Campeonato Paulista e não conseguiu vencer. Com quase toda a primeira rodada encerrada, dá para dizer que o Peixe pode sonhar com o título brasileiro. Pode e deve sonhar. O Grêmio mostrou sua força ao ganhar do Cruzeiro no Mineirão mesmo sem Geromel e Luan, mas assim com o Santos o time de Renato Gaúcho tem limitações no [...]