Por Elthon Tavares

Achou que 2019 ia ser um ano sem graça pro Santos?

Não achou.

Porque santista não mete essa, não desacredita.

Mas que a gente virou a temporada cabisbaixo, isso foi.

E pode até ser que títulos não aconteçam, é verdade, mas cara, o Santos é tão gigantesco que em menos de dois meses a maré mudou, o Tsunami chegou.

Porque o Santos é exatamente isso, algo que não dá pra explicar e, quando menos se espera, se agiganta.

A falta de dinheiro, os problemas internos, a carência de elenco, a base fraquejando, o público nem sempre à altura, os chapéus nas negociações, a fila de sanguessugas mercenários que nos deixam na mão… O Santos não é imune a problemas, mas a aura que cerca esse Clube é algo absurdo.

Como explicar um moleque de 16 anos sair de Minas pra virar o Rei, o Deus do futebol, pisando no gramado da pequena Vila? A Vila mais famosa da galáxia.

Tenta explicar pro seu filho, seu neto, que um time de futebol, esse mesmo da Vila mais famosa da galáxia, saiu aqui da beira da praia pra PARAR UMA GUERRA!!

Explica que a ONU não consegue parar uma guerra, mas o Santos sim. Não é filme, não é game, é história.

Como explicar uma seca de títulos e ídolos e de repente, por falta de opção e noção, PÁ! Oito pedaladas, Campeão Brasileiro de 2002.

Como explicar que nessa mesma Vila, um outro moleque só não fez chover, mas fez o continente reverenciar o manto mais uma vez antes de sair pra tentar ganhar o mundo…

Como explicar que um raio pode cair uma, duas, três, quatro, várias vezes no mesmo lugar?

Por essas e outras, muitas outras coisas inexplicáveis, o santista não duvida.

E mesmo que vez ou outra apareça um Ituano obstáculo inesperado, relaxa, até o Yamcha já acertou um soco no Goku, de vez em quando os gigantes baixam o guarda também.

Portanto, pequeno jovem idoso santista, acredita, faz sua parte, comparece, convoca o parceiro pra ir pra Vila ou Pacaembu perder a voz e ganhar histórias.

Acredita em 2019! Acredita em 2020, 21, 22, só confia!

Nossa torcida não é a maior do mundo, mas é a mais poderosa, com certeza.

E quando os caras que vestem o manto sentem isso, coisas absurdas acontecem.