Sampaoli chegou ao Peixe no início da temporada (Crédito: Ivan Storti/Santos FC)

Santos – A vitória diante do modesto CSA fez o Santos diminuir a diferença para os líderes Flamengo e Palmeiras, que só empataram no fim de semana. Mas ainda é muito pouco para o torcedor santista voltar a sonhar com o título brasileiro levando em conta o que os três times apresentaram dentro de campo nas últimas nove rodadas.

Enquanto o Peixe passou a demonstrar irregularidade e queda de poder ofensivo a cada partida, seus dois maiores rivais no campeonato, até aqui, evoluem em todos os aspectos. Antes, a desvantagem técnica do elenco alvinegro, comparada aos maiores favoritos, era compensada pelo ineditismo do ousado sistema de jogo adotado por Sampaoli. Agora, está mais gritante do que nunca.

Então, o torcedor santista precisa encarar a nova realidade e aceitar que a principal missão do time no momento é manter-se entre os seis primeiros colocados no campeonato e garantir classificação direta para Libertadores 2020. Se quiser almejar mais do que isso, Sampaoli e seus comandados vão ter de tirar um coelho (e dos grandes) da cartola.

É bom lembrar também que outras equipes, antes envolvidas em competições paralelas, como Corinthians, Internacional e especialmente o Grêmio (esse ainda disputa a semifinal da Libertadores), apresentam grande potencial de crescimento no Brasileiro e ameaçam incomodar o Peixe mais pra frente. Portanto, o sinal continua amarelo para os santistas.