Por Lara Mil Grau

Faaaala molecada, firmão?! É o seguinte, hoje o peixão começa a caminhada para um título “inédito” (inédito naquelas né? Já fomos campeões da Copa Conmebol em 98, mas como os cara muda o nome toda hora).

Hoje, às 19h15in, o bonde treinado pelo nosso Kuririn da baixada enfrenta o River Plate mais falso que aquele Juliet que cês compram na feira pra ir pro baile, no estádio que parece o campinho aqui na rua de trás.

Pra vocês conhecerem melhor esse time aí, vai uma resenha rapidona, vamos resumir de acordo com a sua grandeza:

Ele é uma Ponte Preta que “habla español”, seu único título é uma série B, coisa que uns rivais nossos entendem!

O principal jogador dos caras já é freguês nosso, o atacante dos caras é o Juan Manoel Oliveira, o bichão tem 37 anos já, só a capa da viola e jogava no Peñarol em 2011, se pá tomou uns cruzado do Neymar e do Vladimir na treta depois do jogo.

O time deles vem hoje assim: Nicola Pérez; Herrera, Augustín Ale, Ivan Silva e Luis Oliveira; Maximiliano Calzada, Sebastián Piriz, Mauro Da Luz e Facundo Ospitaleche; Facundo Vigo e Manuel Olivera Técnico: Jorge Giordano.

Já o peixão hoje não conta com o Cuerva, que vai ficar de fora hoje tomando uma brejinha de leve porque foi suspenso quando jogava nos Bambi, e dessa vez o Leôncio aprendeu com o caso do Sanchez.

Outro que não joga é o menino Ticolé, Jean Lucas que chegou a pouco do Flamengo ainda não foi inscrito. Além deles, tamo desfalcado do Kompanny que sentiu sábado, Verissimo e o Felippe Cardoso, o Super Choque que tá foda e só machuca.

Como de costume o Sempiolho fechou o treino, mas já descolamos que ele chegou no Orinho e perguntou qual era a fita, se tava em choque de jogar, nosso informantes Mil Grau teve acesso a esse breve diálogo:

“S: Orinho, hijo de puta! estás em choque de jugar mañana?

O: Tô não professor!

S: Muy bien, porque és difícil Copete de lateral!”

Vamos pro jogo de: Vandeuslei (que ta com sangue no olho pq o Everson foi bem no ultimo jogo), Meu Véi, Felipe Aguilar, Gustavão e Orinho; Cachorro Loko; Bituca e os dois deuses do meio campo Sanchéz e Jean Meiota (nosso gênio incompreendido); Copelé e Derlis Gonçalves.

É isso, agora é entrar em campo, fazer um bom jogo e trazer a vantagem pra Vila, uma vitória boa hoje é importante, porque no jogo de volta não teremos torcida (e dessa vez é de verdade) pra fazer a força no caldeirão.

Vai Pra Cima Deles Santos!

Santos Mil Grau Arrebenta, Tchau!