Santos que satisfaz, mas não tranquiliza

Por | 2019-03-06T11:25:52+00:00 6 de março de 2019, 11:25 |

Por Elthon Tavares

Vitória, classificação, estilo mantido, ninguém aleijado e a chateação pela eliminação na Sula já é passado.

Para os santistas que viram o jogo contra o Oeste, nem tudo são flores e já é hora de identificar os problemas, alguns deles graves, e buscar corrigi-los.

Logo a fase mata-mata do Paulista começa e confrontos com times mais qualificados na Copa do Brasil ou Brasileiro vão acontecer, portanto, erros como esses, que são aproveitados pelo Oeste, Ituano e Cia, podem causar consequências mais graves.

Como sempre, como prevê o DNA do Santos, a defesa é o setor que mais exercita a religião do santista, é por causa desse setor que ocorrem grande parte das orações durante os jogos. Gols como o sofrido por Matheus Jesus tomando a frente de Vitor Ferraz, Meu Véi, TÊM que ser vistos, revistos e trabalhados até que não se repitam.

Vanderlei falhou, tomou um golaço de cobertura e depois se redimiu e fez defesas incríveis quando o jogo caminhava pro final e marcava 2 a 2. Mas falhou. Nitidamente não é o mesmo VanDeuslei de temporadas anteriores. O que tranquiliza é saber que Everson está pronto caso seja acionado.

Soteldo, El Chiquito da Vila, começa a colocar alguns pontos de interrogação na cabeça do torcedor. Ele e Cueva, talvez devido a forte chuva e o risco de afogamento, não apresentam bom futebol. Podem melhorar.

Outra notícia boa foi a boa estreia do menino Felipe Jonatan, que traz alívio, chega de gambiarra na lateral esquerda.

A frente o Peixe tem um bom teste pra provar melhora e elevar o moral, um recente e conhecido freguês, o Corinthians.

  • Comentar via Facebook
  • Comentar via Diário
Carregando comentrios...

Deixar um Comentário