Marcelo Teixeira é presidente do Conselho do Santos atualmente (Crédito: Divulgação)

A coluna NA VEIA é escrita pelo jornalista Vagner Frederico

A um mês das eleições do Santos, o cenário político do clube começa a se definir para o pleito marcado para o dia 12 de dezembro. O prazo para inscrições das chapas concorrentes termina vinte dias antes e as negociações para possíveis composições estão em fase decisiva.

E é aí que mora o perigo. Atualmente, oito conselheiros se apresentam como pré-candidatos. Mas a previsão é de que no máximo quatro candidaturas sejam homologadas até o dia 22. Isso vai provocar a união de grupos com ideias antagônicas e pretensões meramente eleitoreiras.

E todos sabem o quanto esse tipo de conchavo pode ser danoso ao clube. O atual presidente José Carlos Peres, afastado por sofrer processo de impeachment, transformou Orlando Rollo em seu vice para vencer as últimas eleições, em 2017, e o casamento durou poucas semanas e resultou numa crise política sem precedentes no Peixe.

Personagem chave do processo eleitoral do Santos há 20 anos (foi presidente de 2000 a 2009), Marcelo Teixeira, atual líder do Conselho Deliberativo, vai divulgar se será ou não candidato nos próximos dias. E sua decisão influenciará diretamente na definição das candidaturas.

A quem diga nos bastidores da Vila Belmiro, por exemplo, que as chapas de Andrés Rueda e Fernando Silva, dois dos favoritos nas eleições santistas, já fecharam um acordo de composição, caso Marcelo Teixeira lance sua candidatura. Ambos concordariam que não seriam páreo contra Teixeira separados.

Neste caso, Fernando Silva desistiria de concorrer à presidência para ser o homem forte do futebol de Rueda, assim como fez no primeiro ano da gestão de Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, em 2011. Ou seja, parece que no Santos vale tudo para garantir o poder…

Após a publicação da coluna, a equipe de comunicação que trabalha na campanha do candidato Fernando Silva entrou em contato com o Diário do Peixe e encaminhou a seguinte nota:

A Chapa O Santos Pode Mais informa que não há nenhum tipo de ligação com o pré-candidato Andrés Rueda ou qualquer outro pré-candidato à presidência do Santos Futebol Clube. Nosso trabalho vem sendo consolidado sem alianças políticas.