Diretoria do Santos fez uma reunião para cobrar elenco do Santos (Crédito: Ivan Storti/Santos FC)

A má atuação do Santos no empate diante da Ferroviária no último domingo e o desempenho nos primeiros jogos da temporada ligaram o sinal de alerta para a diretoria do clube, que já começou a agir.

O elenco e a comissão técnica foram chamados para uma reunião com a cúpula santista. Nela, todos foram cobrados pelo desempenho irregular da equipe e pelo relacionamento entre os atletas, que sofre com um desgaste neste início de ano. A reunião serviu também para diretoria e atletas acertarem o valor das premiações para a temporada.

A sensação de quem participou da reunião foi de que o encontro foi positivo e existe uma expectativa de melhora nos próximos jogos do Campeonato Paulista.

A situação do técnico Jesualdo Ferreira, no entanto, já é analisada com mais atenção pela direção. O treinador tem contrato até dezembro e não existe multa rescisória em caso de demissão. Uma possível saída ainda não foi discutida com seriedade, mas dirigentes já olham para o mercado em busca de nomes para uma eventual demissão antecipada.

Parte da cúpula defende uma insistência no nome de Jorge Desio, um dos auxiliares de Jorge Sampaoli, apontado pelos santistas como o grande cérebro do time de 2019.