Na veia 2017-12-04T18:14:50+00:00

Na veia

Vagner Frederico é jornalista esportivo e acompanha o Santos há 18 anos, 11 deles como repórter setorista do Diário de São Paulo. Atualmente, é comentarista do programa Esporte por Esporte, da TV Santa Cecília, líder em audiência na Baixada Santista.

1107, 2018

Receita para o rebaixamento

SANTOS – Já deixei claro aqui o meu descontentamento com o trabalho desenvolvido pela atual comissão técnica do Santos. Jair Ventura e seus auxiliares diretos não me parecem prontos, ao menos nesta fase de suas carreiras, para comandar uma equipe do tamanho do Peixe. No entanto, é preciso ressaltar algo em defesa de Jair Ventura. Qualquer treinador, por mais experiente e competente que fosse, teria inúmeras dificuldades para apresentar bons resultados neste ambiente altamente nocivo que toma conta da Vila Belmiro há meses. Se por um lado temos um presidente desmoralizado e sustentado por um Conselho Gestor em ruínas, por outro vemos uma oposição predominantemente destrutiva e oportunista. E é claro que tudo isso afeta o trabalho de quem deveria estar preocupado apenas com o que ocorre dentro de campo. Para os mais pessimistas (eu não me incluo entre eles), o Santos de José Carlos Peres (um presidente que em menos de seis meses já soma três pedidos de impeachment no clube, sendo dois [...]

2506, 2018

Mais uma aposta da diretoria sem projeto

Não tenho nada contra Ricardo Gomes. Ao contrário. Já o entrevistei em algumas oportunidades e sempre o considerei um profissional sério e muito dedicado ao seu trabalho. Mas não dá para negar que sua contratação pelo Santos é mais uma aposta bem duvidosa. E cara também! Ele vai receber 150 mil de salário, mais premiações por títulos, classificações e até venda de jogadores. A chegada de Gomes é mais uma prova de que esta diretoria encabeçada por José Carlos Peres não tem um projeto de administração definido e é claramente indecisa. Ora atira para um lado, ora para outro. Inicialmente, Peres buscava um profissional especializado na área de gestão. Tanto que os primeiros a serem contatados para o cargo foram Diego Cerri, do Bahia, e Rui Costa, da Chapecoense. Fiéis a seus clubes, tanto Cerri quanto Costa recusaram o convite santista. O Peixe trouxe, então, Gustavo Vieira, que tinha perfil semelhante ao dos dois, mas era menos experiente. Durou menos de dois meses no [...]

1206, 2018

A hora de uma mudança é agora

SANTOS – Nenhum outro modelo de campeonato expõe tanto a face de uma equipe de futebol como o de sistema de pontos corridos. Por isso é o mais justo, invariavelmente, e o menos suscetível a eventualidades. E, para desespero do seu torcedor, o Santos de Jair Ventura tem se revelado neste Campeonato Brasileiro um time desnorteado, inseguro, incapaz de medir forças com os principais concorrentes ao título. E quem são os culpados? Já escrevi aqui algumas vezes que o atual elenco santista pode render muito mais do que se tem visto em campo, apesar de sua indiscutível deficiência na criação. Se faltam jogadores de maior qualidade no meio de campo, o Peixe tem bons titulares e substitutos na defesa e no ataque. Entre eles, expoentes como Vanderlei, Rodrygo, Bruno Henrique e Gabigol. Por isso, insisto na necessidade urgente de mudanças no comando técnico para que o time deixe de uma vez de flertar com a zona de rebaixamento e passe a disputar as primeiras [...]

2905, 2018

Não viaja, presidente!

SANTOS – Quatro jogos sem vitória, três sem fazer gols, time à beira da zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro, treinador e jogadores sob imensa pressão de torcida e conselheiros. O cenário no Santos não poderia ser pior para que o presidente José Carlos Peres aceitasse o convite para viajar com a Seleção Brasileira. Embora esse compromisso de chefiar a delegação do Brasil no amistoso contra a Croácia, no dia 3, na Inglaterra, tenha sido agendado há meses, Peres teria justificativas suficientes para anunciar sua desistência em cima da hora, sem abalar a relação do Peixe com a CBF. E, na minha opinião, isso nem deveria ser motivo de preocupação. Além do mais, do que jeito que os cartolas de clube costumam ser subservientes com a entidade que comanda o futebol no país, não seria nada difícil para a CBF encontrar outro dirigente qualquer para substituir o comandante santista. Mas, infelizmente, Peres parece mais preocupado em fazer política do que com a perigosa situação [...]

1905, 2018

Não dá para aguentar tanta teimosia

SANTOS – Juro que gostaria de tratar de outro assunto desta vez. Pensei em escrever sobre a redenção de Gabigol nos últimos jogos ou a valorização crescente do menino Rodrygo no mercado europeu, e outros temas relevantes do Santos nos últimos dias. Mas nada chama mais a minha atenção do que a teimosia de Jair Ventura... Achei que a derrota humilhante para o Grêmio, pela penúltima rodada do Brasileiro, fosse servir de lição ao jovem treinador santista. Que nada. Mesmo diante de adversários modestíssimos como o Luverdense e o Paraná, o Peixe de Jair voltou a se comportar como uma equipe medíocre e covarde em seus compromissos seguintes. Embora tenha vencido o Paraná (lanterna do Brasileiro) por 3 a 1 e o Luverdense (time da Série C) por 5 a 1, em sua estreia na Copa Brasil, o Santos só conseguiu construir essas vitórias no segundo tempo e chegou a ser pressionado por essas equipes, em plena Vila Belmiro. Tanto que nos dois jogos [...]

805, 2018

Jair precisa conhecer a história do Santos

SANTOS – Com todo respeito ao glorioso Botafogo, Jair Ventura precisa entender que hoje dirige um time de um patamar bem acima no país. Enquanto o clube que já teve Garrincha e Nilton Santos perdeu o bonde da história no fim dos anos 60 e se transformou em coadjuvante além das fronteiras do Rio, o Peixe continua gigante e precisa ser tratado como tal. Se não entender essa diferença rapidamente, Jair Ventura não terá vida longa no Santos. E isso passa basicamente pelo abandono imediato e definitivo do esquema extremamente cauteloso e defensivo (pra não dizer covarde) que utilizou com relativo sucesso no Botafogo nas últimas duas temporadas, e agora insiste em adotar no Peixe. O que Jair não percebeu ainda é que esse seu modelo de jogo (aparentemente o único que conhece) não combina com a aspiração do santista. A ousadia e a irreverência fazem parte da tradição do clube desde o surgimento da primeira geração de jovens craques produzidos na Vila Belmiro, [...]