Na veia2019-01-17T19:30:29-03:00

Na veia

Vagner Frederico é jornalista esportivo e acompanha o Santos há 18 anos, 11 deles como repórter setorista do Diário de São Paulo. Atualmente, é comentarista do programa Esporte por Esporte, da TV Santa Cecília, líder em audiência na Baixada Santista.

909, 2019

Futebol não perdoa erros

Santos perdeu quatro pontos nos dois últimos jogos na Vila Belmiro (Crédito: Ivan Storti/SantosFC) SANTOS – Em seus tempos de treinador, o hoje comentarista Muricy Ramalho, do Sportv, costumava repetir uma máxima capaz de explicar a queda abrupta do Santos no Brasileiro: “a bola pune”. E como pune! Nas últimas cinco rodadas do campeonato, o Peixe de Sampaoli cometeu uma sucessão de erros que o futebol invariavelmente não perdoa. E o preço a ser pago é sempre alto. Neste caso, custou a liderança. O início da má fase começou no clássico contra o São Paulo, pela 14ª rodada, quando os erros individuais transformaram uma vitória parcial por 1 a 0, no primeiro tempo, em derrota inquestionável, no segundo. Na sequência, diante do Cruzeiro, uma decisão equivocada de Sampaoli de manter sua defesa desguarnecida, após a expulsão relâmpago de Gustavo Henrique, foi uma das causas do novo tropeço. Porém, o maior pecado santista neste campeonato, até então, viria na partida seguinte. Depois [...]

1508, 2019

É hora de agir com mais razão

SANTOS – Que o Santos está dividido em diversos grupos políticos, todos ávidos em tomar o poder, e que o presidente José Carlos Peres não é nada hábil para desempenhar o papel de conciliador, todos estão carecas de saber. Assim como já perceberam que o técnico Jorge Sampaoli e alguns jogadores não fazem nenhuma questão de lavar roupa suja em casa. Se esse cenário não for alterado, pelo menos temporariamente, o Peixe vai ter muita dificuldade para manter a liderança do Brasileiro e até de brigar por uma vaga direta na Libertadores. O que seria uma pena, pois o trabalho feito pelo técnico argentino dentro de campo é brilhante e pode mesmo levar o time ao título mais importante do país. Portanto, já passou da hora de dirigentes, comissão técnica e elenco agirem mais com a razão e menos com o fígado. Apesar da derrota no clássico contra o São Paulo, consequência muito mais de erros individuais crassos do que da superioridade do [...]

2207, 2019

Que deixem Autuori trabalhar

Paulo Autuori já trabalhou na função no Athletico-PR e no Fluminense (Crédito: Ivan Storti/Santos FC) SANTOS – Se tiver condições de trabalho, Paulo Autuori vai eliminar uma importante carência do Santos como novo gestor do departamento de futebol do clube. Há tempos eu tenho reclamado aqui neste espaço a necessidade desta diretoria de ter um profissional qualificado para executar esse tipo de função. Autuori foi um técnico vitorioso, dentro e fora do país, e já tem experiência em cargos diretivos. Exerceu esse papel no Atlético-PR (2017) e no Fluminense (2018). No ano passado, voltou a ser treinador no Atlético Nacional (COL), de onde pediu demissão em maio. Estudioso e equilibrado, ele vai saber preservar a imagem do presidente Peres, pouco habilidoso para lidar com a imprensa e negociar diretamente com o estafe dos jogadores. Também tem bom conhecimento de mercado e servirá para avaliar melhor as indicações do técnico Jorge Sampaolli. Além do departamento profissional, Autuori vai [...]

1007, 2019

Fogo amigo, presidente?

Jorge Sampaoli e José Carlos Peres em rota de colisão mais uma vez (Crédito: Rodrigo Coca/SantosFC) SANTOS – É impressionante a capacidade do Santos de gerar crises na gestão Peres. Quando tudo parecia calmo, com o time pronto para voltar aos gramados e disputar a liderança do Campeonato Brasileiro, único compromisso do clube até o fim do ano, misteriosamente alguém coloca mais fogo na relação do presidente com o técnico Jorge Sampaoli. Que o treinador argentino está insatisfeito com os constantes atrasos de pagamentos na Vila, a falta de reforços mais qualificados, além da insistência da diretoria em mandar jogos em São Paulo, todos já estão carecas de saber. Mas o que chama a atenção desta vez é forma como essa nova manifestação de Sampaoli chegou ao conhecimento público. O treinador é sabidamente avesso à imprensa e só aceita conceder entrevistas em coletivas, normalmente após as partidas. Portanto, como o conteúdo do seu e-mail pessoal, direcionado diretamente ao presidente, virou, quase instantaneamente, [...]

1406, 2019

Não dá mais para abrir mão da Vila

Santos lotou a Vila no clássico contra o Corinthians (Crédito: Ivan Storti/SantosFC) SANTOS – Se quiser brigar pra valer pela taça do Brasileirão 2019, a última esperança de título para o torcedor alvinegro este ano, o Santos vai ter de rever sua política de mando de jogos na sequência do campeonato. Não faz mais nenhum sentido abrir mão da Vila Belmiro com o pretexto de faturar mais com bilheteria no Pacaembu. Embora tenha sido uma promessa de campanha do presidente José Carlos Peres, a utilização do estádio da capital em metade dos jogos disputados pelo Peixe como anfitrião só tem causado prejuízo ao clube nesta temporada, tanto técnico quanto financeiro. Em nove partidas, a média atual de público pagante do time no Pacaembu é de 15.575. De acordo com o próprio Peres, atuar no estádio municipal com essa frequência de público representa prejuízo financeiro em razão dos altos custos cobrados pela prefeitura de São Paulo. O principal deles é o valor do [...]

2205, 2019

O Santos precisa de direção

José Carlos Peres, presidente do Santos (Crédito: Ivan Storti/Santos FC) SANTOS – A derrota acachapante no clássico contra o Palmeiras foi mais um sinal de que o Santos precisa de direção. A administração de elencos milionários como os dos grandes clubes não pode ficar sob o controle absoluto de um treinador, por mais capacitado que ele seja. Jorge Sampaoli faz um grande trabalho no Santos e certamente vai deixar uma contribuição importante para o aperfeiçoamento dos nossos treinadores. Porém, isso não o credencia a decidir sozinho sobre tudo o que está relacionado aos jogadores e às competições em disputa. A diretoria precisa ter voz ativa para tentar evitar equívocos como o que o argentino cometeu no último sábado. Abrir mão de jogadores fundamentais como Rodrygo, Victor Ferraz, Jean Mota e Jorge diante de um concorrente direto ao título brasileiro é uma decisão que não pode ser tomada isoladamente. O problema é que o Santos tem um presidente centralizador e intempestivo. Ele não [...]