Na veia2019-09-23T09:04:51-03:00

Na veia

Vagner Frederico é jornalista esportivo e acompanha o Santos há 18 anos, 11 deles como repórter setorista do Diário de São Paulo. Atualmente, é comentarista do programa Esporte por Esporte, da TV Santa Cecília, líder em audiência na Baixada Santista.

1406, 2019

Não dá mais para abrir mão da Vila

Santos lotou a Vila no clássico contra o Corinthians (Crédito: Ivan Storti/SantosFC) SANTOS – Se quiser brigar pra valer pela taça do Brasileirão 2019, a última esperança de título para o torcedor alvinegro este ano, o Santos vai ter de rever sua política de mando de jogos na sequência do campeonato. Não faz mais nenhum sentido abrir mão da Vila Belmiro com o pretexto de faturar mais com bilheteria no Pacaembu. Embora tenha sido uma promessa de campanha do presidente José Carlos Peres, a utilização do estádio da capital em metade dos jogos disputados pelo Peixe como anfitrião só tem causado prejuízo ao clube nesta temporada, tanto técnico quanto financeiro. Em nove partidas, a média atual de público pagante do time no Pacaembu é de 15.575. De acordo com o próprio Peres, atuar no estádio municipal com essa frequência de público representa prejuízo financeiro em razão dos altos custos cobrados pela prefeitura de São Paulo. O principal deles é o valor do [...]

2205, 2019

O Santos precisa de direção

José Carlos Peres, presidente do Santos (Crédito: Ivan Storti/Santos FC) SANTOS – A derrota acachapante no clássico contra o Palmeiras foi mais um sinal de que o Santos precisa de direção. A administração de elencos milionários como os dos grandes clubes não pode ficar sob o controle absoluto de um treinador, por mais capacitado que ele seja. Jorge Sampaoli faz um grande trabalho no Santos e certamente vai deixar uma contribuição importante para o aperfeiçoamento dos nossos treinadores. Porém, isso não o credencia a decidir sozinho sobre tudo o que está relacionado aos jogadores e às competições em disputa. A diretoria precisa ter voz ativa para tentar evitar equívocos como o que o argentino cometeu no último sábado. Abrir mão de jogadores fundamentais como Rodrygo, Victor Ferraz, Jean Mota e Jorge diante de um concorrente direto ao título brasileiro é uma decisão que não pode ser tomada isoladamente. O problema é que o Santos tem um presidente centralizador e intempestivo. Ele não [...]

105, 2019

Sampaoli vai fazer a diferença no Nacional

O Santos de Sampaoli brilhou em Porto Alegre (Crédito: Ivan Storti/Santos FC) SANTOS – A vitória diante do Grêmio, na rodada de abertura do Brasileirão, comprovou que o Santos vai brigar pelo título nacional. Apesar de não contar com um elenco à altura dos favoritos Palmeiras e Flamengo, o Peixe leva uma clara vantagem sobre todas as outras 19 equipes do campeonato: tem o melhor treinador, e isso faz muita diferença. É óbvio que Jorge Sampaoli também erra, mas está muito à frente dos principais técnicos brasileiros, que há décadas se acomodaram com a tática previsível do futebol de resultados. Estudioso e exigente, o argentino consegue tirar o máximo dos seus atletas e sabe identificar a melhor formação de seu time para cada tipo de adversário. Contra o Grêmio, Sampaoli surpreendeu com um esquema de jogo mais reativo em relação ao que o seu time vinha apresentando até então, e por deixar no banco jogadores como Sánchez, Derlis e Rodrygo. Mesmo [...]

904, 2019

O futebol e suas injustiças

SANTOS – Em mais de vinte anos de carreira, assisti a centenas de clássicos do nosso futebol e não me lembro de ver um time ser tão massacrado por um rival como o aconteceu nesta segunda-feira chuvosa no Pacaembu. Se fosse qualquer outro esporte, o Santos teria vencido o Corinthians com pontuação máxima e sairia consagrado de campo. Poucas vezes os números e estatísticas representaram tão fielmente o que se viu em quase cem minutos de jogo. Parecia que o Peixe tinha 20 jogadores, tamanha sua superioridade em volume de jogo. Não foi à toa que terminou com 74% de posse de bola contra 26% do Timão, que fez, sem dúvida, uma das exibições mais covardes de sua história. Mas o futebol é mágico e apaixonante exatamente por sua capacidade de produzir injustiças. Mesmo tendo cobrado 14 escanteios contra nenhum do rival; chutado 25 vezes e obrigado o goleiro Cássio a praticar alguns milagres, enquanto Vanderlei foi um mero espectador em campo, coube ao [...]

504, 2019

A lição dos brasileiros a Sampaoli

SANTOS – Por mais que eu me esforce, não consigo entender o motivo pelo qual Rodrygo tem sido mal aproveitado pelo técnico Jorge Sampaoli. Afinal, alguém duvida de que o “novo raio” da Vila é o mais talentoso atacante do elenco santista neste momento? O poderoso Real Madri tem plena convicção disso. Tanto que investiu quase R$ 200 milhões para contratá-lo a partir de julho. Então, insisto. Por qual razão Rodrygo não é um dos titulares absolutos de Sampaoli? Chegou a ser preterido até por Copete nas quartas-de-final do Paulistão. Há quem possa argumentar que o atacante de 18 anos caiu muito de produção desde que sua venda para o Real Madri foi oficializada, em junho do ano passado. E é verdade. Algo previsível para um jogador de sua idade e pela mudança que essa transferência provocará em sua carreira. Mas é claro que a queda de rendimento não justifica sua presença constante no banco de reservas, como voltou a acontecer no primeiro duelo [...]

2703, 2019

Santos negocia com Osman, do Red Bull

Osman foi um dos destaques do Red Bull no Paulistão (Crédito: Divulgação/Red Bull Brasil) SANTOS – Assim como o volante Jobson, o meia Osman, outro destaque do Red Bull Brasil no Campeonato Paulista, também está na mira do Santos para a sequência da temporada. Logo após o duelo decisivo entre as duas equipes nesta terça-feira, em Campinas, a diretoria santista enviou um emissário ao vestiário do clube do Interior para iniciar as negociações diretamente com o atleta. Revelado pelo próprio Santos em 2013, Osman, de 26 anos, ficou empolgado com o interesse do Peixe e deu sinal verde para seus representantes negociarem com o clube alvinegro. E, no seu caso, a possível transferência seria mais simples, pois o jogador assinou vínculo com o Red Bull de apenas quatro meses e já está livre para mudar de equipe. Quanto a Jobson, o Santos já tem um acordo com o atleta em relação a salário e tempo de contrato, mas ainda depende da liberação [...]