Carille foi finalista do Paulistão com o Peixe (Crédito: Rodrigo Corsi/Ag.Paulistão)

O técnico Fábio Carille não vai deixar o Santos. Em entrevista ao jornalista Fábio Sormani na noite desta segunda-feira para a Placar TV e canal do jornalista, o treinador disse que nunca teve proposta oficial para dirigir o Corinthians e que segue no comando do Peixe.

“Eu, junto com o presidente Marcelo e o seu filho Marcelinho, sempre passei para eles toda a situação. Não chegou proposta oficial nenhuma para eu eu pudesse pelo menos pensar. Se falou muito isso na semana passada. Procurei ficar focado nos dois jogos da semana, Chapecoense e Ceará, no sábado eu liguei para o empresário para que ele me informasse de tudo, falei com o Marcelinho no sábado de noite, dizendo tudo que estava acontecendo. Não chegou proposta, muito se falou. Estou focado aqui, cabeça aqui, na continuidade do trabalho. Eu estou muito feliz, sempre falei que gosto demais da cidade, do ambiente. Isso me fez voltar do Japão. Do Vasco sim eu fui falar, pois tínhamos alguma coisa. Mas agora não chegamos ter conversa para ter decisão. Como eu disse, estou focado pensando no jogo do Ituano para fazermos um bom jogo para ganharmos os três pontos”, falou Carille, que completou dizendo o motivo por não ter sido claro sobre esse tema em sua coletiva após a vitória diante do Ceará, na última sexta-feira.

“É muito ruim, não me sinto bem ficar falando de algo que não existe, que não existiu até agora e que não vai existir, pois vai ser confirmado o Ramón Diaz (como técnico do Corinthians)”, finalizou o treinador santista.

Na entrevista para Sormani, Carille inclusive comentou que estava falando agora sobre o tema como estratégia que teve com o Santos para tentar acabar com o assunto. A possível saída de Carille ofuscou até a volta do Peixe para a liderança da Série B.