Carlos Sánchez: o Santos não quer saber de empate no Uruguai

Por | 2019-02-11T22:39:21+00:00 11 de fevereiro de 2019, 22:39 |

O meia brinca com a bola durante treino no Uruguai (Crédito: Ivan Storti/Santos FC)

O Santos vai estrear na Copa Sul-Americana nesta terça-feira, em Montevidéu, contra o River Plate, pequeno clube do Uruguai que Carlos Sánchez conhece bem. O meia, único jogador uruguaio do elenco alvinegro, sabe que não será um jogo fácil, mas ele tem certeza de que a pior coisa que o Peixe poderia fazer seria jogar por um empate no campo do adversário.

Na opinião do jogador, um dos líderes do time, o Santos precisa jogar para vencer porque uma vitória tornará bem mais tranquilo o trabalho do Peixe no jogo de volta, no Pacaembu. Ou, como gosta de dizer o técnico Jorge Sampaoli, o Santos tem de ser sempre protagonista.

“Será um jogo difícil, nós sabemos que serão 180 minutos e que todos os times são fortes em casa”, comentou Sánchez. “Mas nós trataremos de estar muito concentrados e com o objetivo claro de ganhar. Temos de abrir uma diferença, mesmo que seja mínima. Sabemos que vamos decidir na nossa casa, mas seria bom abrir uma diferença como visitante.”

Embora o River Plate seja um clube pouco conhecido fora das fronteiras uruguaias, Sánchez diz que o Santos não deve esperar por coisa fácil nesta terça, pois trata-se de um típico time uruguaio.

“Eu conheço bem a equipe que vamos enfrentar. O River Plate, como todo time uruguaio, tem muita força, muita garra, e nós vamos tentar anular essas características fazendo o nosso jogo.”

  • Comentar via Facebook
  • Comentar via Diário
Carregando comentrios...

Deixar um Comentário