Marinho foi o capitão contra o Fortaleza (Crédito: Ivan Storti/Santos FC)

Cuca surpreendeu na escalação para o jogo contra o Fortaleza, mas a surpresa também estava no dono da faixa de capitão. Marinho foi o escolhido pelo treinador, que explicou a decisão em entrevista coletiva virtual depois da partida.

“Prêmio pelo que ele vive e tem representado. É um jogador que tem muitos memes com ele, mas ele também tem uma liderança. Ele mereceu essa faixa, uma pena não ter vindo com a vitória”, afirmou.

O treinador também falou sobre o incômodo vivido pelo atleta, que é sempre lembrando como um personagem engraçado. Cuca acredita que Marinho precisa aprender a rir consigo mesmo.

“O Marinho é um pacote. É extrovertido, alegre, brincalhão. Isso faz ele ter empatia de todo mundo. Isso, ele não pode perder. Ele não pode ficar bravo por isso. Tem que curtir essas coisas. Eu curto um monte de coisas minhas, cabelo, ré no ônibus”, completou.

Depois do empate contra o Fortaleza, Cuca volta suas atenções para a Copa Libertadores. O Santos enfrenta o Olimpia, na próxima quinta-feira, 19h, no Estádio Manuel Ferreira, em Assunção, Paraguai. Pelo Brasileirão, a equipe volta a jogar no próximo domingo, quando visita o Goiás.