Cuca já comandou o Peixe em três jogos: são dois empates e duas derrotas (Crédito: Ivan Storti/Santos FC)

Na sua coletiva de imprensa após o jogo, o técnico Cuca falou sobre a queda de rendimento da equipe na segunda etapa, fator determinante para a derrota do Peixe na manhã desse domingo por 3 a 1 diante do Atlético-MG, jogo disputado no estádio Independência.

Mesmo jogando fora de casa e com a pressão da torcida, o Peixe fez um primeiro tempo equilibrado em Minas, empatando o jogo em 1 a 1. Mas na segunda etapa a equipe não aguentou e desabou. Resultado: 3 a 1 para o adversário.

“Sentimos o jogo na segunda parte do segundo tempo. Viagem para o Ceará, volta, o jogo quarta-feira lá, enquanto o adversário (Atlético) não teve esse desgaste. E o terceiro gol pode colocar na minha conta, porque eu tirei o volante e coloquei mais um centroavante para tentarmos empatar. Mas eu vi coisas boas, principalmente no primeiro tempo. E temos que trabalhar nisso para vencermos contra o Sport”, disse Cuca.

O treinador não reclamou de forma espalhafatosa, mas fez questão de cutucar a arbitragem em seu discurso após o jogo. Calmo e tranquilo, Cuca comentou sobre o lance do zagueiro Leonardo Silva em Gabriel no segundo tempo, quando o jogo ainda estava empatado. O defensor atleticano calçou o atacante santista na cara do gol e o árbitro mandou o lance seguir.

“Tivemos um pênalti, que eu tive o cuidado de analisar lá dentro e conversar com o Gabriel. Um pênalti claro que geralmente as arbitragens dão. Seria um lance que nos daria a vitória ou nos encaminharia a vitória, como o segundo gol do Atlético encaminhou a vitória deles”, falou Cuca.