De Olho no Rival: Mirassol busca reação contra risco de queda

Por | 2019-02-09T08:34:24+00:00 9 de fevereiro de 2019, 12:00 |

Felipe Anderson, hoje no West Ham, participou do último confronto contra o Mirassol, em 2013 (Crédito: Ricardo Saibon/Santos FC)

Lanterna do grupo C, com apenas 4 pontos, o Mirassol busca reagir na partida da tarde deste sábado, 17h, contra o Santos, no Pacaembu. Até agora, em 5 jogos, a equipe do interior somou 5 pontos, conseguiu 1 vitória, 2 empates e 2 derrotas, e agora precisa somar pontos para evitar o rebaixamento para a série A-2 do Campeonato Paulista, onde esteve entre 2014 e 2016.

Nos dois jogos fora de casa, o Mirassol perdeu de goleada para o São Paulo (1 a 4) e por 0 a 3 para Ponte Preta. Preocupado com a situação, o clube tenta reforçar o elenco e trouxe o atacante Zé Roberto, 25, que atuou pelo Mirassol na temporada passada e estava no futebol sul-coreano, no Daegu.

O técnico Moisés Egert lamentou muito o gol de empate em 2 a 2 com o Guarani na última partida em Mirassol, marcado em pênalti aos 47min do segundo tempo, pelo ex-santista Diego Cardoso. O treinador reclamou que o árbitro errou ao anotar a penalidade que garantiria a vitória da equipe.

Egert também lamenta o que ele chama de “sequência cruel” que o Mirassol terá nas próximas rodadas, com dois jogos fora de casa. Depois de enfrentar o Peixe no Pacaembu, o time vai até Itu enfrentar o time da casa.

O time provável do Mirassol que enfrentará o Santos é: Tiago Cardoso; Daniel Borges, Willian Alves, Leandro Amaro e Carlos Renato; Riccieli, Yuri (Lelê), Simião e Jean Carlos (Carlão); Rodolfo e Wilson (Felipe Augusto).

  • Comentar via Facebook
  • Comentar via Diário
Carregando comentrios...

Deixar um Comentário