Dinheiro de Rodrygo acaba e Santos precisa de 32 mi para fechar ano

Por | 2018-11-07T18:04:40+00:00 7 de novembro de 2018, 17:00 |

Santos ficou com 174 milhões de reais na venda da promessa ao Real Madrid (Crédito: Diário do Peixe)

O Santos realizou o “maior negócio das Américas”, como gosta de dizer o presidente José Carlos Peres, com a venda do atacante Rodrygo ao Real Madrid, da Espanha. No entanto, a primeira parcela do dinheiro da venda do jogador chegou ao clube, acabou e o Peixe ainda precisa de cerca de 32 milhões de reais para fechar o ano no azul.

A jovem promessa santista tinha multa rescisória estipulada em 50 milhões de euros e 80% dos direitos econômicos atrelados ao Santos. No momento da venda, o estafe de Rodrygo fez questão de que o Peixe recebesse de forma integral e livre sua parte relativa à multa: 40 milhões de euros, cerca de 174 milhões de reais. O pagamento foi dividido em duas partes iguais, portanto o Santos já recebeu 87 milhões de reais, sendo que a outra metade cairá nos cofres santistas em julho de 2019.

Desde que assumiu a presidência do clube, Peres vem falando em dívidas antigas deixadas por outras gestões, o que ele chama de “entulho”. Na época da venda do atacante, o mandatário falou em 119 milhões de reais em dívidas para serem pagas até dezembro. A conta é simples, com os 87 milhões recebidos, restam 32 milhões dos 119. Entre as dívidas pagas estão os direitos de jogadores como Montillo, Joel, Thiago Maia, Kayke, além impostos e salários atrasados (que somam mais de 8 milhões de reais).

E como o Santos vai resolver isso? A ideia da diretoria santista é “negociar prazos”, ou seja, diluir as dívidas atuais em várias parcelas. Atualmente, dentre outras dívidas, o Peixe tem ainda tem de pagar as rescisões contratuais de dois ex-técnicos, Dorival Junior e Levir Culpi, além de direitos de imagem ou rescisão contratual de vários ex-atletas, como Ávalos, Lucas Lima, Ricardo Oliveira, etc. Entre os maiores montantes estão as dívidas da contratação do zagueiro Cléber Reis (1,5 milhões), com o empresário Giuliano Bertolucci (8,2 milhões dos quais o Santos só reconhece 2 milhões) e o acordo com a Teisa (2,25 milhões).

  • Comentar via Facebook
  • Comentar via Diário
Carregando comentrios...

2 Comentários

  1. Rodrigo 7 de novembro de 2018 em 19:38 - Responder

    E o dinheiro da transferência do Felipe Anderson? Deu uma boa grana tbm.

  2. Leandro 7 de novembro de 2018 em 20:00 - Responder

    Kaike, Motillo, Cléber…. estes caras que devem p o Peixe eu com a duas pernas engessadas jogo melhor que estes caras.

Deixar um Comentário