Emily Lima lamenta chances perdidas na final: “A bola pune”

Por | 2018-12-03T09:48:57+00:00 3 de dezembro de 2018, 10:00 |

A técnica Emily Lima lamentou as chances desperdiçadas pelas Sereias no primeiro tempo da final da Copa Libertadores Feminina (Crédito: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/SantosFC)

A técnica Emily Lima lamentou as chances desperdiçadas pelas Sereias da Vila no primeiro tempo da final da Copa Libertadores Feminina neste domingo, em Manaus. O Santos abriu o placar logo com um minuto de jogo e teve oportunidade para ampliar, mas o Atlético Huila, da Colômbia, cresceu no segundo tempo, empatou o jogo e ficou com o título na cobrança de pênaltis.

Na entrevista coletiva após a partida, Emily Lima usou uma expressão consagrada pelo ex-técnico e hoje comentarista, Muricy Ramalho.

“Nós apresentamos um bom futebol no primeiro tempo. Nós entramos no segundo tempo dispersas e o Huila não estava na final por acaso. Fez por merecer o gol em uma falha nossa, que não pode acontecer. Elas poderiam virar o jogo. Nós poderíamos ter matado o jogo no primeiro tempo. Não matamos e a bola pune a gente”, analisou a treinadora.

Na decisão por pênaltis, apenas a volante Angelina, a atleta mais jovem da equipe e titular da Seleção Brasileira Sub-20, perdeu a cobrança. Emily Lima isentou a jogadora e assumiu a responsabilidade pelo resultado.

“Acredito que os pênaltis são treinamento. Nossos pênaltis foram bem batidos. Angelina é nossa melhor batedora. Acontece. Ele é uma menina de muita personalidade. A responsabilidade é toda minha. Eu escolhi ela para bater”, afirmou a treinadora.

Nossa colunista Imparcialmente santista fez uma análise do jogo em nosso canal no Youtube. Confira aqui!

  • Comentar via Facebook
  • Comentar via Diário
Carregando comentrios...

Deixar um Comentário