Gol de Jean Mota evita derrota do Santos em Fortaleza

Por | 2018-08-08T22:18:39+00:00 8 de agosto de 2018, 22:10 |

Cuca ainda não venceu no comando do Santos (Crédito: Ivan Storti/Santos FC)

O Santos conseguiu sair vivo do alçapão do Presidente Vargas nesta quarta-feira. Sem jogar bem, o time santista empatou por 1 a 1 com o Ceará e saiu da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro (agora é o 15º colocado). O jogo marcou a estreia de Bryan Ruiz, que entrou no intervalo e não mostrou um bom futebol.

O torcedor santista sofreu muito durante o primeiro tempo em Fortaleza. Empurrado pelo público que lotou o acanhado Presidente Vargas, que virou um caldeirão, o Ceará fez uma pressão intensa no Peixe desde o primeiro minuto e deixou o time de Cuca sem saída. Teve de tudo: bola para fora, bola no travessão, defesa salvadora de Vanderlei… Enfim, o Santos mal teve tempo para respirar.

Por sorte (e também graças a Vanderlei), o Peixe conseguiu segurar o 0 a 0 até o intervalo. O que não foi nada fácil, especialmente porque mais uma vez a equipe não soube o que fazer quando teve a bola. Cuca trocou Gabigol e Renato por Yuri Alberto e Diego Pituca, mas essas mudanças não fizeram diferença alguma. Ao Santos faltou qualidade com a bola nos pés e também faltaram ideias. Com Yuri Alberto em campo, o treinador queria explorar as bolas longas na direção do centroavante, mas o garoto perdeu todas as disputas em que se envolveu.

No intervalo, Cuca colocou Bryan Ruiz em campo, no lugar de Pituca (e também Gabigol na vaga de Yuri Alberto). A estreia do costarriquenho, no entanto, não foi boa. Ele pareceu um tanto perdido no gramado e errou muitos passes. O Santos continuou sendo bastante pressionado e esteve sempre à beira de levar um gol.

A única mudança significativa em comparação com o primeiro tempo foi que o Peixe teve mais espaço para os contra-ataques. Em um deles, Sánchez fez um ótimo lançamento para Bruno Henrique, mas o atacante, que está em má fase, não conseguiu superar o goleiro Éverson. Ironicamente, foi em um contra-ataque que o Santos sofreu o gol. Em um raro momento em que o time de Cuca foi com tudo ao ataque, o Ceará pegou os santistas desprevenidos e Arthur não deu chances a Vanderlei.

Quando tudo parecia perdido, o Santos chegou ao gol. Alison fez um cruzamento da direita, a defesa do Ceará ficou paralisada e Jean Mota apareceu na segunda trave para de peito empatar o jogo e, de quebra, acabar a sequência de três partidas sem gol da equipe alvinegra.

FICHA TÉCNICA

Ceará 1 x 1 Santos

Campeonato Brasileiro – Primeiro Turno
Local: Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Gols: Arthur, aos 33, e Jean Mota, aos 41 minutos do 2º Tempo
Cartões amarelos: Edinho, Leandro Carvalho, Ricardinho, Victor Ferraz e Jean Mota

Ceará: Éverson; Fabinho, Tiago Alves, Luiz Otávio e João Lucas; Edinho, Richardson e Calyson (Luigi); Felipe Azevedo (Leandro Carvalho), Arthur e Juninho Quixadá (Ricardinho). Técnico: Lisca
Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Jean Mota; Alison, Carlos Sánchez (Gabriel Calabres) e Diego Pituca (Bryan Ruiz); Rodrygo, Yuri Alberto (Gabigol) e Bruno Henrique. Técnico: Cuca

  • Comentar via Facebook
  • Comentar via Diário
Carregando comentrios...

3 Comentários

  1. Alessandro da silva 8 de agosto de 2018 em 21:55 - Responder

    O jeito é descer a serra e ir no CT meter o loko pq os jogadores estão caminhando no campo falta garra vontade de defender o manto sagrado, recebem muita grana pra não jogar nada que isso.cansamos de sermos palhaços fora sr presidente José Carlos Pérez.

  2. Leandro 8 de agosto de 2018 em 22:32 - Responder

    4-4-2 por favor e sem centroavante.

    • Carlos Silva 8 de agosto de 2018 em 22:38 - Responder

      Foi o que eu comentei esta semana, esse 4-3-3 não está dando certo.

      Também acredito que o melhor esquema é o 4-4-2, reforça o meio campo e tenta ser mais criativo.

Deixar um Comentário