Números de Jesualdo não são bons na temporada (Crédito: Ivan Storti/Santos FC)

Pressionado depois da eliminação do Santos no Campeonato Paulista, o treinador Jesualdo Ferreira garante que segue concentrado no seu trabalho no Santos. Na entrevista coletiva depois do jogo, o técnico garantiu que quer seguir na equipe e que não teme a demissão.

“Não temo nada. A diretoria está à vontade para fazer o que é melhor para o Santos. Nem sequer me preocupa. Honestamente, façam o que quiserem”, destacou Jesualdo, que garantiu que não vai desistir e nem deixar ninguém desistir do projeto.

“Não admito que alguém desista porque eu não desisto. Estamos todos tristes, revoltados. Espero que o torcedor entenda o que jogador tem passado com essa pandemia e condições todas. Tivemos problemas e vamos tentar resolver internamente. Não vou arranjar desculpas”, afirmou.

Jesualdo terá 10 dias para preparar o Santos para a estreia no Campeonato Brasileiro, que será no dia 9 de agosto, contra o Red Bull Bragantino, na Vila Belmiro. O treinador sabe o que precisa ser feito durante esse tempo.

“Recuperar os jogadores. Continuar a treinar bem, como têm treinador e recuperar os jogadores. Se foram justos, vão estar de acordo comigo. Em todos os jogos, enquanto fomos uma equipe completa, fizemos jogos bons e resultados bons também”, explicou.