Sánchez foi o capitão do time contra o Olimpia (Crédito: Ivan Storti/Santos FC)

O meia Carlos Sánchez chegou a expressiva marca de 100 jogos com a camisa do Peixe na partida da noite desta terça-feira contra o Olimpia, do Paraguai, na Vila Belmiro. Além do feito, o uruguaio “ganhou de presente” de Cuca a braçadeira de capitão do Santos no jogo que marcou a volta da Copa Libertadores.

Com o número alcançado, Sánchez passou a ser o sexto jogador do atual elenco a chegar aos 100 jogos pelo clube. Ele está atrás de Alison, Pará, Lucas Veríssimo, Jean Mota e Diego Pituca.

Justamente quando chega aos 100 jogos pelo Santos, o meia vive seu maior jejum de gols pelo Peixe. Artilheiro do time na temporada passada, Carlos Sánchez agora está 20 partidas sem marcar. Ele não balança as redes desde a partida contra o Botafogo de Ribeirão Preto, jogo válido pela 3ª rodada do Campeonato Paulista.

Apesar de viver uma fase ruim, Sánchez segue prestigiado por Cuca e deve ser titular do Peixe novamente na próxima partida da temporada, que será domingo, contra o Botafogo, no Engenhão. Pela Libertadores, o Santos volta a jogar no dia 24, quando visita o Delfín, no Equador.