Novo raio santista, Rodrygo já atrai atenção dos gigantes europeus (Crédito: Ivan Storti/Santos FC)

O Santos não vai facilitar as coisas para o Barcelona levar mais um Menino da Vila. Na última quinta-feira, durante a partida contra o Real Garcilaso, a Vila Belmiro recebeu representantes do Barcelona que vieram ver de perto o talento de Rodrygo. No entanto, se a noite não foi a dos sonhos para o Peixe, com o empate em 0 a 0 com os peruanos, também não foi boa para o clube catalão.

Em reunião com o presidente José Carlos Peres, Pep Segura, diretor esportivo do Barcelona, ouviu um sonoro “não” à proposta de 30 milhões de euros pela jovem revelação. Com multa rescisória fixada em 50 milhões de euros, o Comitê Gestor santista registrou em ata que só venderá o atacante pelo valor da multa.

Após a partida, Rodrygo e seu estafe jantaram com o representante do clube catalão em um restaurante na orla da praia de Santos. A promessa santista assinou contrato válido por cinco temporadas com o Peixe no ano passado, quando ainda tinha 16 anos e é aí que mora o problema. Para a CBF esse contrato é válido, mas para a FIFA, um jogador menor de idade só pode assinar um acordo de no máximo três anos.

Como o Barcelona é um clube internacional, a lei aplicada é a da FIFA e o clube catação poderia levar o atacante de graça no final de 2020. O Diário do Peixe publicou com exclusividade que o estafe do jogador pretende usar esse argumento para facilitar as negociações.