Cueva e a falta de planejamento

Por | 2019-02-06T15:56:01+00:00 6 de fevereiro de 2019, 15:51 |

A contratação de Cueva no meu entender é uma evidência clara de como falta planejamento ao Santos para 2019. Em enquete rápida que o Diário do Peixe fez pelo twitter sobre a possível chegada do meia, esmagadora foi a escolha pelo SIM da contratação. Mas o torcedor fala com o coração, pensa no cara jogando com a 10 e fazendo grandes lances, e se esquece do outro lado.

Como pagar mais de R$ 25 milhões de reais por um jogador que já se mostrou descompromissado por onde passou? Basta perguntar a qualquer são-paulino o que ele acha do peruano. Um atleta que dificilmente trará lucro ao Santos em possíveis negociações futuras. E o pior, mais um estrangeiro que pode desfalcar o Peixe em datas FIFA.

O Santos hoje não tem nenhum jogador atuando pela Seleção Brasileira. Rodrygo joga em times da base, assim como Yuri Alberto e Kaio Jorge. Mas nas seleções principais que falam espanhol, são muitos os atletas santistas cotados para serem convocados.

Sánchez pelo Uruguai. Derlis no Paraguai. Copete e Aguilar na Colômbia. Soteldo pela Venezuela, sem falar em Bryan Ruiz, ídolo na Costa Rica e que no Santos pouco atua e tem sua situação indefinida.

Cueva é mais um caso desses, pois o atleta costuma ser chamado para defender o Peru. E como nós torcedores santistas já sabemos, os campeonatos por aqui, diferentemente da Europa, não param nas convocações data FIFA. E isso quer dizer que todos podem ir lá jogar por suas seleções, enquanto nós teremos de recorrer ao restante do elenco e a base. Mas quem paga o salário é o Peixe. Paga mas não tem o direito de usar o atleta.

Foi assim no ano passado, nos jogos contra Chapecoense e Flamengo no Brasileirão. A equipe vinha numa crescente e estava para entrar na zona de classificação da Libertadores, mas fomos desfalcados e o que aconteceu nós sabemos. E assim deve seguir o jogo.

E pior, com a chegada de Cueva teremos 7 estrangeiros no elenco, mas só cinco podem estar em campo. Quer dizer, fora Copete, que já estava no grupo, todos chegaram no ano passado, e estamos contratando jogador para não jogar.

O caminhão de dinheiro que será depositado pelo jogador, além de seu salário milionário, que será o maior do elenco, é outro problema. O Santos hoje é um clube com dificuldades financeiras e que passa sufoco para tentar manter a folha salarial em dia. Vamos honrar com os compromissos ou teremos novamente atrasos, sejam de salários ou direito de imagem?

Precisamos de um meia, fato! Um não, mas dois, pois também não temos um reserva de qualidade. Precisamos de um camisa 10, fato! Mas isso poderia ter sido analisado lá atrás. Depois de contratar um zagueiro caríssimo e um goleiro (que também não foi barato!), ambos sem necessidade e reservas, vamos agora gastar o que não temos em um jogador que é uma ?.

Eu sou contra a chegada de Cueva por todos esses motivos, principalmente pelo fato dele não ter vestido de verdade a camisa dos últimos clubes que atuou. Torço pelo Peixe e quero que ele dê certo, mas por tudo que gira em torno da sua chegada não tenho dúvidas: falta planejamento ao Santos em suas contratações. Se não é falta de planejamento, é falta de entendimento de futebol mesmo!

  • Comentar via Facebook
  • Comentar via Diário
Carregando comentrios...

Deixar um Comentário